TODAS AS MANHÃS DO MUNDO


Participei do processo de desenvolvimento do projeto Todas as Manhãs do Mundo, um espetáculo multimídia que intercalava a leitura de textos de Pascal Quignard com execução ao vivo de música barroca, e fui responsável pela iluminação e cenografia.

A leitura pré gravada era sincronizada com uma série de barras de led que criavam um contraponto visual para as palavras e faziam a conexão com as músicas.

Com Veronica Galindez, Mario Sagayama, Leda Cartum, Silvana Scarinci, Hans Twitchell e Luiz Henrique Flaminghi.