Ao longo dos anos exerci diversas funçõesno Instituto Tomie Ohtake e da Fundação Bienal de São Paulo. Participei ativamente da coordenação dos educativos com foco central na formação de professores e educadores.

Também participei da elaboração e redação de materiais educativos, além de produzir os audioguias de diversas exposições, entre eles o Campo Sonoro da 32ª Bienal.